Como analisar fundos imobiliários para investimentos?

Samantha Perlanovx
By Samantha Perlanovx 5 Min Read
5 Min Read
Valdir Piran

O empresário Valdir Piran, investidor imobiliário e Presidente do Grupo Piran, possui largo conhecimento e experiência sobre o mercado de imóveis, desse modo, compartilha sua expertise e discorre sobre um tema pertinente e que está em ascensão nos últimos tempos: Fundos Imobiliários. Desse modo, se você deseja saber como analisar os fundos imobiliários a fim de escolher os melhores investimentos para sua carteira, continue acompanhando o artigo. 

Em primeiro lugar, o empresário Valdir Piran ressalta que ,por mais que os Fundos Imobiliários tenham entrado em grande evidência e atingido grande repercussão, vale mencionar que FIIs não são ativos de renda fixa. Na verdade, são investimentos em renda variável e, por mais que sejam minimamente mais estáveis que as ações, não deixam de ser ativos em renda variável. Desse modo, o empresário Valdir Piran alerta aos investidores iniciantes que creem achar uma certa facilidade e monotonia nos FIIs.

Continuamente, em se tratando da análise dos Fundos Imobiliários, o empresário Valdir Piran enfatiza a importância de analisar bem cada ponto do ponto, assim como se deve analisar empresas e ativos na Bolsa de Valores. Portanto, confira abaixo as principais métricas para analisar um Fundo Imobiliário.

1) Dividend Yield

O Dividend Yield, conhecido por sua sigla DY, é uma das métricas mais importantes quando se trata de investimentos no mercado imobiliário. Valdir Piran explica que o Dividend Yield exibe o quanto você recebe de rendimentos do fundo em relação à quantidade de cotas compradas no fundo, desse modo, basicamente, trata-se do custo-benefício em se adquirir uma cota de fundo. Portanto, a equação para chegar no DY é o rendimento sobre o preço da cota, desse modo, quanto maior o DY, melhor é o retorno dos dividendos.

2) Vacância

O segundo critério para escolher um bom Fundo Imobiliário, segundo o empresário Valdir Piran, é a Vacância. O empresário explica que a Vacância significa o quanto da área bruta local do Fundo está vaga, isto é, não está sendo alugada. Desse modo, quanto menor a Vacância, melhor, uma vez que gerará mais retorno e dividirá aos cotistas. 

3) Preço do Fundo 

A equação P/VPA exibe o resultado do preço do fundo, desse modo, o investidor consegue ter uma ideia em relação ao valor do fundo, isto é, se ele está muito caro ou muito barato. Partindo da seguinte ideia: não é interessante investir em ativos que se encontram caros, do mesmo modo que muito barato pode ser que algo esteja errado com o ativo. 

O P significa o preço da cota do fundo na Bolsa de Valores, enquanto o VPA é Valor Patrimonial da Cota (a soma de todos os imóveis do fundo dividido pela quantidade de cotas, isto é, o valor justo da cota). Desse modo, a equação se dá pelo preço da cota sobre o valor justo, sendo que o resultado que for igual a 1 é um bom parâmetro, enquanto, abaixo disso, está barato e, acima disso, pode ser considerado caro.

4) Diversificação e Localização

O empresário Valdir Piran explica que é interessante que os Fundos Imobiliários possuem certa diversificação, uma vez que diminui os riscos de prejuízos. Um exemplo didático da importância da diversificação é que se um FII estiver focado em apenas um shopping (Fundos mono), por exemplo, se porventura este shopping interrompe suas atividade em razão de alguma adversidade, todos os investidores são prejudicadas, mas se o Fundo possuir uma cartela diversificada de empreendimentos, as chances de riscos e prejuízos diminui em. 

Por fim, Valdir Piran cita a localização como um importante fator na hora de analisar um Fundo Imobiliário. Os fundos disponibilizam informações detalhadas sobre os empreendimentos, desse modo, investir em áreas desenvolvidas ou que possuem grande potencial é uma ótima dica. Concentre-se em zonas urbanas sólidas, capitais e demais cidades com potencial de crescimento. 

Share This Article
2 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *